Matt Heafy, do Trivium, lança projeto solo Ibaraki

Álbum de estreia "Rashomon" foi produzido em parceria com a lenda do black metal Ihsahn.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Um dos álbuns mais antecipados do ano conforme a revista Revolver finalmente verá a luz do dia hoje, dia 06 de Maio, pela Nuclear Blast Records. No Brasil o álbum será lançado pela parceira Nuclear Blast/Shinigami Records. Matthew Kiichi Heafy, conhecido por seu trabalho no Trivium, lança hoje um álbum solo que ele mesmo considera um ponto de virada em sua carreira. “Rashomon” é um verdadeiro tributo ao estilo do qual é fã há muito tempo – o Black Metal.

Hoje o guitarrista/vocalista Matt Heafy compartilha o último single promocional para o álbum “Rashomon” – o petardo ‘Kagusushi’.

“Kagutsushi” é um ponto de virada na minha relação com o black metal.” Comenta Kiichi. “Antes de compor esta música, acreditei que eu precisava me manter em todas as tradições – não acreditava que podia atrelar o meu nome e ainda manter alguma coisa legitimamente black metal.”

O músico continua: “Fazer amizade com o Ihsahn e te-lo como mentor me mostrou que eu somente preciso me manter fiel á mim mesmo o que é muito mais importante que ser fiel á um gênero musical. Ihsahn libertou a minha mente e me encorajou em afiar as minhas ferramentas que precisava para iniciar Ibaraki apropriadamente”.

Matt conclui: “As faixas de guitarras gravadas e finalizadas são na verdade de 2010/2011. Este álbum é uma cápsula do tempo de minha jornada em criar Ibaraki. ‘Kagutsuchi’ foi a primeira música que compus após eu iniciar a minha jornada sob a tutela de Ihsahn”.

‘Kagutsuchi’ possui uma participação especial no baixista Paolo Gregoletto, parceiro de banda do guitarrista/vocalista no Trivium.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

A CULTURA UNDERGROUND RESPIRA !