Blind Guardian anuncia novo álbum; Ouça o single

A banda alemã BLIND GUARDIAN anuncia hoje novo álbum “The God Machine” que será lançado mundialmente pela Nuclear Blast Records no dia 2 de Setembro.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

BLIND GUARDIAN marca mais um momento histórico em sua carreira anunciando o novo álbum “The God Machine” que está programado para ser lançado mundialmente pela Nuclear Blast Records no dia 2 de Setembro. No Brasil e na América Latina o álbum “The God Machine” será lançado pela parceria Shinigami Records / Nuclear Blast Records.

Hansi Kürsch comentou: “Não queríamos reacender as nossas qualidades de 1995, mas também não queríamos continuar trilhando este caminho complexo para sempre. ‘The God Machine’ é um novo começo para a gente. Colocamos um novo caminho e voltamos para algumas coisas que negligenciamos um pouco nos últimos álbuns”.

The God Machine marca um novo recomeço para a impressionante discografia do BLIND GUARDIAN ao não tentar ainda estar nos anos 90. Ao invés disto, a banda se apoiou na memória muscular deste período. É um álbum cativante, viciante e brilhantemente arranjado nas tradições de álbuns que apenas BLIND GUARDIAN atingiu nos anos 90; mas, de forma alguma é um retrocesso. The God Machine representa o coração e alma atemporal do BLIND GUARDIAN de agora, unificando bardos do passado, presente e futuro em uma consistente e muito bem pensada obra de arte.

Pré-venda para o álbum aqui: http://nblast.de/BG-TheGodMachine

Junto com este anúncio a banda compartilha um videoclipe para o novo single ‘Blood Of The Elves’, um hino arrebatador que foi destinado a ser um hino dos shows que virão.

Assista ao videoclipe aqui:

O vocalista Hansi Kürsch comentou:
“’Blood Of The Elves’ tem um lado bem pesado, que acredito todo fã ávido do BLIND GUARDIAN curte muito. Acho que mais que curte – ama. Instrumentalmente a faixa tem uma pegada dos anos 90 que mistura muito a parte dos vocais dos álbuns Opera/Twist e as catapulta para uma nova Era para a banda. Um perfeito híbrido. O refrão tem vibrações daquela coisa de cantar junto, apesar da complexidade. O que mais você precisa? Inspirado na série popular de games do ‘The Witcher’, as letras reforça o poder desta faixa e o clipe de Dirk Behlau se encaixa perfeitamente nesta configuração inteira. Deixem-me contar a vocês: ‘The God Machine’ tem muito mais a oferecer. E esta não é uma promessa – é a pura verdade. Fiquem ligados.”

SOBRE BLIND GUARDIAN

Em 1992 o BLIND GUARDIAN lançou Somewhere Far Beyond, um grande clássico para o speed metal alemão. Três décadas depois, The God Machine traz uma demonstração de como acordar a fúria da juventude para uma nova fase da vida. BLIND GUARDIAN hoje parece mais próximo aos fantasmas de seu próprio passado do que nunca. “Nós pegamos muita coisa de nossa própria história e montamos uma nova Era em nossa própria fundação”, explica o vocalista Hansi Kürsch. Esta nova Era começa agora. Sete anos após Beyond The Red Mirror e quase três anos após as orquestrações de Blind Guardian Twilight Orchestra: Legacy of the Dark Lands, Hansi Kürsch (vocal), André Olbrich (guitarra, violão e guitarra rítmica), Marcus Siepen (guitarra rítmica e violão) e Frederik Ehmke (bateria) te convidam para esta grande colisão de seus Deuses. “Após ‘Beyond The Red MIrror’ e ‘Legacy Of The Darklands’, sabíamos que não podíamos mais ficar estendendo este lado orquestral da banda ainda mais”, comenta Kürsch. A nova diretiva enquanto criávamos The God Machine era mais direta e muito bem vinda: “Menos orquestração e mais peso.” Em 2022 os arranjos detalhados e refrões poderosos ainda existem, mas agora eles se tornaram mais seletivos, com mais foco e ressonantes.

Esta conexão está presente na impressionante e apocalíptica arte feita pelo americano Peter Mohrbacher que brinca com histórias de fantasia e perspectivas sombrias. “Você tem que olhar com uma lupa para achar esperança no álbum. Mas ela existe.” Sorri o vocalista Hansi Kürsch“Minhas letras tem muitos níveis. Algumas delas até eu tenho que explorar depois.” Talvez The God Machine seja o álbum mais pessoal da banda desde Somewhere Far Beyond.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

A CULTURA UNDERGROUND RESPIRA !